sexta, 19 de abril de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Geral
16/05/2019 23h19

Criciúma: Servidores buscam equidade salarial

Reunião na sede do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Criciúma e região (Siserp) apresenta como estão as negociações com a prefeitura.
Criciúma: Servidores buscam equidade salarial
Os servidores públicos de Criciúma se reuniram, na noite desta quinta-feira, na sede do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Criciúma e região (Siserp). A assembleia foi de caráter informativo, ou seja, para que todos saibam como estão as negociações com a prefeitura. Neste ano, a busca é, principalmente, pela igualdade salarial entre servidores de mesmo cargo e jornada. “Nós queremos que o governo compreenda que temos, na prefeitura de Criciúma, muita disparidade entre servidores que exercem o mesmo cargo com a mesma jornada e ganham salários diferentes”, comenta Jucelia Vargas, presidente do Siserp. O ganho real, neste ano, está em segundo plano nas negociações entre sindicato e prefeitura. “A proposta desse ano é mais para condições de trabalho e igualdade de tratamento do que propriamente o ganho real. O pedido é de 3%, exceto magistério. O governo diz que não tem condições de dar ganho real. Tudo bem, mas o que das outras clausulas pode ser ampliado?”, questiona Jucélia. Já foram realizadas duas rodadas de negociação. Uma terceira teve apenas a entrega de um documento. Outro encontro é esperado para os próximos dias. “A proxima assembleia deve ser na quinta-feira, às 18h30, a gente espera ter uma proposta para avaliar – item por item – e aprovar ou não. Se rejeitarmos, teremos que fazer algo diferente do que estamos fazendo até agora. Se aprovar, vamos trabalhar. Mas tem que contemplar os nossos interesses”, ressalta Jucélia. Até o momento, somente uma das equiparações foram atendidas. “Apenas para atendente de saúde bucal, os outros não. Então, a gente quer que o governo olhe para os servidores que estão doentes e sobrecarregados, mas mesmo assim tem ‘segurado as pontas’ do governo junto à população. O mínimo que esperamos agora é valorização e respeito”, destaca. A presidente acredita que a folha de pagamento não é o grande problema financeiro de Criciúma. “A folha de pagamento do município de Criciúma está em 37%, então nós não somos o motivo da dificuldade financeira. São os servidores que fazem o trabalho e estão sobrecarregados”, pontua. De acordo com Jucélia, esse terceiro ano do atual governo servirá para recuperar perdas dos últimos dois anos. “Tivemos dois anos desse governo com perdas. No ano passado foi só a inflação de 1.69% Este é o terceiro ano: o momento de recuperar. No ano que vem, será tudo rápido por conta das eleições”, finalizou. Fonte: Dn Sul.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.