segunda, 25 de outubro de 2021
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Geral
19/09/2021 22h06

Gente Daqui: Você já viu esse senhor de bicicleta em Tubarão. Sabe quem é?

Essa figura popular vive há décadas na Cidade Azul, e chama atenção pelo seu excêntrico meio de transporte
Gente Daqui: Você já viu esse senhor de bicicleta em Tubarão. Sabe quem é?

Gente Daqui


"A vida é tão divina, tem momentos inspirados 

Eu vi a Patrício Lima um monumento pintado

O índio Tuba-Nharô esculpido e desenhado

Artista com precisão fez tudo bem detalhado"


Esse é o trecho que abre uma das poesias de Manoel Alderino, 65 anos. O conhecido "Poeta das Bicicletas" vive em Tubarão há décadas e usa a cidade nas suas criações. As cores sobre as quais canta e escreve - verde, amarelo, vermelho, laranja - são vistas também em suas doze bicicletas e triciclos, nos quais trafega pela Cidade Azul. 

PUBLICIDADE
"Eu mesmo as projeto, sem caderno", conta ele, sobre o transporte que chama a atenção, principalmente das crianças. "Gosto de andar nelas e cantar". Na sua garagem e no pátio de casa, no bairro Dehon, vê se a oficina de Alderino, onde ele traz as criações à vida: bike-trens, bike-barco, entre outros modelos excêntricos.  


Alderino também tem em sua conta três mil poesias. Também já gravou um CD autoral de moda sertaneja e escreveu nove livros: um verdadeiro artista. "Escrevo todas as noites, mas por uma necessidade. Tudo o que se passa durante o dia, tudo é difícil de escapar da minha caneta. Seja bom ou ruim". A inspiração vem também das muitas viagens que fez pelo Brasil: é também um peregrino.

PUBLICIDADE
É assim que Manoel transforma todos os dias a velha conhecida Tubarão em letras inéditas em seus cadernos. Sentimento que leva adiante às pessoas nas ruas, durante os passeios. Sobre o que faz e sua história pessoal, Manoel fala pouco, sendo mais comum a comunicação através da sua arte.


"Sou pai de quatro filhos, dois homens e duas mulheres, dois quais três estão vivos", conta ele sobre a família e o trabalho. "Eu não trabalho para ganhar dinheiro, vivo brincando como sendo uma criança. Não durmo à noite e nem de dia, a não ser para sonhar e, às vezes sonho acordado e componho uma poesia ou um poema". A arte é para seu Alderino um remédio, que o ajuda a lidar com os momentos difíceis ou períodos que bate mais forte a depressão.


HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.