segunda, 10 de maio de 2021
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Variedades
08/04/2021 16h14

Sismógrafo perdido por pesquisadores cariocas é encontrado por surfista em Jaguaruna

Equipamento não era localizado há oito meses e custa cerca de 280 mil dólares
Sismógrafo perdido por pesquisadores cariocas é encontrado por surfista em Jaguaruna
O surfista João Alberto não imaginava que uma caminhada na praia da Figueirinha, em Jaguaruna, renderia um achado. Um sismógrafo que há quase oito meses tinha sido perdido por pesquisadores foi recuperado por ele. O equipamento, até então um "objeto não identificado" para o surfista, foi lançado em alto mar no Rio de Janeiro em 2019 por pesquisadores – desde julho do ano passado não tinha sido mais localizado.


Na terça-feira (6) os responsáveis pelo aparelho vieram até a cidade de Laguna para buscá-lo. O objeto encontrado pelo surfista é um dos sismógrafos de um projeto da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em parceria com o Observatório Nacional, que busca estudar minuciosamente o fundo do mar do Oceano Atlântico.


João encontrou a peça no mar, à beira da praia do Figueirinha no dia 2 de abril. "De longe eu avistei uma peça brilhando à beira-mar. Achei que pudesse ser uma caixa preta de avião, por ser laranja. Se tratava de uma peça que era desconhecida até o momento", disse João.

PUBLICIDADE

Segundo o oceanógrafo Ricardo Franco, que foi até Laguna buscar o sismógrafo na casa do surfista, em agosto de 2020 os pesquisadores foram até o local onde o equipamento deveria estar para retirá-lo da água e coletar as informações, mas ele não emergiu na superfície.


O projeto "Monitoramento Sismológico e Oceanográfico de um Segmento na Margem Sudeste do Brasil: Norte da Bacia de Santos ao Sul da Bacia do Espírito Santo” consiste no mapeamento de atividades sismológicas e oceanógrafas principalmente na região da Bacia de Campos, que é hoje um dos maiores complexos petrolíferos marítimos do mundo. O projeto será finalizado em maio de 2022.


Peças como essa recuperada são importadas e novas custam em torno 280 mil dólares.

PUBLICIDADE

Fonte: G1 SC
HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia