quinta, 14 de novembro de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Esporte
23/10/2019 23h39

Grêmio leva goleada do Flamengo e está fora da Libertadores

Rodrigo Caio, Gabigol (duas vezes), Bruno Henrique e Pablo Marí marcaram para o time carioca. Placar final ficou em 5 x 0.
Grêmio leva goleada do Flamengo e está fora da Libertadores
O Grêmio sucumbiu a um poderoso Flamengo, sofreu a pior goleada de sua história na Libertadores e acabou desmoralizado ao perder por 5 a 0 na noite desta quarta-feira (23) no Maracanã. Os gols da partida foram marcados por Bruno Henrique, Gabigol (duas vezes), Pablo Marí e Rodrigo Caio. Depois de um primeiro tempo parelho e com gol no fim do time da casa, a etapa final foi de domínio completo dos cariocas, que souberam aproveitar uma equipe que ficava mais destroçada a cada gol sofrido.


Nas escalações, Renato foi cauteloso e escalou Paulo Miranda da lateral direita, Michel no meio-campo e André no ataque, enquanto Jesus mandou a campo força máxima, com Rafinha e Arrascaeta. Assim, ainda antes do jogo, era possível imaginar o que ocorreria no gramado: um time pressionando e outro jogando por uma bola.

Quando o árbitro Patricio Loustau apitou o início da partida e o Grêmio saiu tocando para a defesa, o Flamengo logo adiantou suas linhas para forçar o balão. Mas o time gaúcho não se acovardou e também apertava os jogadores adversários quando eles tinham a bola.

E agora, Grêmio? O que restou para o clube em 2020 após a eliminação na Libertadores

Os minutos iniciais foram de perde e ganha. Eram muitos passes errados e nada de chutes. A primeira finalização saiu aos 10 minutos, quando os donos da casa trocaram bons passes até Éverton Ribeiro cruzar para Gabigol cabecear nas mãos de Paulo Victor.

O Flamengo ensaiou uma pressão, mas logo o Grêmio tratou de conter os avanços da equipe carioca. O time gaúcho fechava os espaços e buscava lançamentos para chegar ao gol. E quase conseguiu quando Maicon roubou uma bola no campo de ataque, deu para André, que escorou para Everton. Cebolinha cruzou rasteiro para Maicon chutar, mas depois de um bate e rebate a bola sobrou nas mãos de Diego Alves.

Os dois times passaram a tentar por cima. Aos 21, Alisson cobrou falta para a área e André cabeceou para fora. Cinco minutos mais tarde, foi a vez de Rafinha cruzar e Bruno Henrique testar para fora. Isso porque, pelo chão, as defesas estavam levando vantagem.

Grêmio sofre sua pior derrota na história da Libertadores e na Era Renato

Quando o Flamengo conseguiu superar os zagueiros do Grêmio, aos 34, Éverton Ribeiro chutou para grande defesa de Paulo Victor. Era o início do domínio dos cariocas, que ainda tiveram boa chance com Gabigol aos 39, mas novamente o goleiro gremista fez a defesa.

E o que a torcida tricolor mais temia ocorreu no final do primeiro tempo, aos 41 minutos: gol do Flamengo. Bruno Henrique roubou uma bola de Maicon no centro do campo, avançou em velocidade e lançou Gabigol pela direita. Ele chutou cruzado e Paulo Victor espalmou para o meio, onde entrava Bruno Henrique para escorar para o gol e abrir o placar no Maracanã.

Para a etapa final, os times voltaram sem modificações. Logo no primeiro minuto, Bruno Henrique roubou uma bola de Geromel e cruzou para Éverton Ribeiro, que foi bloqueado na hora de finalizar. No escanteio, saiu o segundo gol do Flamengo. Arrascaeta jogou na área, André desviou para trás e Gabigol chutou forte. A bola ainda desviou em Pablo Marí antes de entrar.

Mesmo com o 2 a 0 e a vantagem ampliada, os donos da casa seguiram atacando. Bruno Henrique chutou para fora, aos dois, e Gabigol mandou longe do gol aos seis. Para piorar, o árbitro marcou pênalti de Geromel em Bruno Henrique aos oito. Na cobrança, Gabigol bateu com categoria e fez 3 a 0 Flamengo.

Depois dá, virou passeio. Renato mandou a campo Pepê e Tardelli nos lugares de André e Maicon, mas foi o time de Jorge Jesus que seguiu no ataque. Aos 16, Gabigol avançou pela esquerda e tocou para Bruno Henrique marcar. Só que, desta vez, foi assinalado impedimento. O problema é que, aos 21, Arrascaeta cobrou escanteio para Pablo Marí cabecear e fazer o quarto. E quatro minutos depois Éverton Ribeiro jogou mais uma bola na área e Rodrigo Caio ampliou: 5 a 0.

Sob cantoria alta da torcida flamenguista, que bateu o recorde de público em um estádio brasileiro nesta temporada, com 69.981 pessoas no Maracanã, o jogo amornou. Os donos da casa, classificados à final, tocavam a bola e o Grêmio, praticamente sem forças, assistia.

Agora, restará recuperar o ânimo porque no domingo já tem Brasileirão, no qual o Tricolor precisará focar para buscar classificação a esta mesma Libertadores no ano que vem, quando novamente o sonho do tetra poderá inspirar a torcida gremista.


FLAMENGO (5)

Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Diego, 41'/2º), Éverton Ribeiro, Arrascaeta (Piris da Motta, 23'/2º); Gabigol e Bruno Henrique (Vitinho, 28'/2º).

Técnico: Jorge Jesus

GRÊMIO (0)

Paulo Victor; Paulo Miranda, Geromel, Kannemann e Cortez; Matheus Henrique, Michel; Alisson (Thaciano, 30'/2º), Maicon (Tardelli, 17'/2º) e Everton; André (Pepê, 12'/2º).

Técnico: Renato Portaluppi

GOLS: Bruno Henrique (F), aos 41 minutos do primeiro tempo. Na etapa final: Gabigol (F), a 1 e a 10 minutos, Pablo Marí, aos 21, e Rodrigo Caio, aos 25.

CARTÕES AMARELOS: Kannemann e Everton (G); Rodrigo Caio (F)

ARBITRAGEM: Patricio Loustau, auxiliado por Diego Bonfa e Gabriel Chade (trio argentino).

VAR: Raphael Claus (BRA)

PÚBLICO: 69.981 pessoas

RENDA: R$ 8.550.645

LOCAL: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Próximo jogo

Domingo, 27/10/2019, 16h

GRÊMIO X BOTAFOGO

Arena — Brasileirão

PUBLICIDADE

Fonte: Zero Hora.
HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia