quinta, 21 de janeiro de 2021
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
21 ºC 19 ºC
Geral
28/11/2020 15h30

Em Tubarão: Sindicato dos Comerciários publica nota de repúdio ao Horário Especial de Natal

Segundo a nota, os comerciantes consideram um 'absurdo' trabalhar nas condições que Tubarão está em relação a Covid-19
Em Tubarão: Sindicato dos Comerciários publica nota de repúdio ao Horário Especial de Natal
O Sindicato dos Comerciários publicou uma nota de repúdio manifestando ser contra a atitude do "Sindilojas e da CDL de Tubarão pela decisão arbitrária e monocrática de dar início ao Horário Especial de Natal a partir do dia três de dezembro, sem qualquer espécie de consulta ao posicionamento dos trabalhadores no comércio e seus representantes". Veja abaixo mais detalhes da nota.



Todos os anos questionamos a necessidade dos patrões em desgastar o trabalhador comerciário com uma carga horária tão desumana. Em 2020, neste período e no momento que estamos vivendo, especificamente, é completamente absurdo aceitar esta sobrecarga enquanto a cidade de Tubarão é considerada de nível gravíssimo para a transmissão do coronavírus, com 100% dos leitos de UTI ocupados. 


Vivemos tempos difíceis para todos por convivermos com uma pandemia sem precedentes que, só no Brasil, até o momento, ceifou quase 200 mil vidas. A Covid-19 já deu provas suficientes de que não é uma gripe comum e negar os fatos só favorece a disseminação incontrolável da doença. 


Em Tubarão a situação é alarmante. Além da realização de uma Black Friday na sexta-feira, dia 27 de novembro, com horários estendidos até as 22 horas e sábado, dia 28 de novembro, até as 17h, na próxima quinta-feira, dia 03 de dezembro, terá início o horário estendido de Natal.


Sabemos que o Natal é um período especial, onde se espera que as vendas sejam impulsionadas com a busca por presentes para as festas de fim de ano. Também sabemos que o comércio - aqui e em todo o mundo - vem penando, ao longo de todo este ano, em decorrência das restrições de circulação e da consequente queda nas vendas. Mas lembramos também que vidas deveriam prevalecer sobre o lucro. 


Para contribuir com o martírio do trabalhador comerciário, foi divulgado um decreto municipal vergonhoso, com restrições insignificantes e que não foram estendidas ao comércio de rua, o qual apresenta poucas restrições, sendo que grande parte deles sequer é respeitada. 


Ainda questionamos, O QUE TEM DE DIFERENTE NO COMÉRCIO? Se o acesso aos supermercados é restrito a uma pessoa por família, por que no Comércio não há esta regra? Em restaurante e bares, restringiram a permanência de no máximo quatro pessoas por mesa, mas o comércio fica livre, o que é bastante contraditório. O comerciário não é imune e a contaminação também se dá dentro das lojas.


Destacamos que, mais uma vez, fomos completamente desconsiderados para participar da discussão deste decreto, apenas os representantes dos empresários foram ouvidos, prova inegável da indiferença de nossas autoridades municipais com a categoria trabalhadora. Ao trabalhador, resta apenas aceitar, nunca argumentar. 


Informamos que, diante da gravidade do quadro da Covid-19 em Tubarão, fizemos denúncia pedindo intervenção do Ministério Público. Trata-se de vidas sendo postas em risco de maneira irresponsável e gananciosa, desconsiderando não só a segurança e o bem estar do trabalhador, mas também dos clientes. 


Mais uma vez Tubarão carrega o fardo vergonhoso de manter o horário especial de Natal MAIS EXTENSO de todo o Estado de Santa Catarina. Por aqui, tudo para os patrões, nada para os trabalhadores, que ainda arriscam a saúde, a própria vida e a vida de seus familiares para satisfazer a ganância de seus superiores. 


Queremos, desta maneira, manifestar nosso descontentamento, indignação e repúdio. 


Diretoria do Sindicato dos Comerciários

Novembro de 2020

PUBLICIDADE

HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia