sábado, 07 de dezembro de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Segurança
16/11/2019 10h45

Homicídio: polícia constata que mulher encontrada morta em sua residência foi esganada em Criciúma

Autor é o ex-companheiro da vítima que confessou o crime
 Homicídio: polícia constata que mulher encontrada morta em sua residência foi esganada em Criciúma

Isabel Antonio Cardoso Berti, de 37 anos, foi encontrada morta no interior da residência onde morava, na Vila Visconde, em Criciúma, na última quarta-feira, 13. Isabel foi encontrada no banheiro e num primeiro momento os rumores apontaram como suicídio. O corpo foi recolhido pelo IML de Criciúma e constatado que a vítima apresentava uma lesão forte no pescoço como esganadura, passando o caso a ser investigado como homicídio. 

O delegado Jorge Giraldi, coordenador da DIC de Criciúma, iniciou uma investigação após receber informações acerca da morte de Isabel e, na sexta-feira, 15, Giraldi localizou o ex-companheiro da vítima, o qual trabalhava na mesma empresa que ela e o chamou para interrogatório.


O homem de 42 anos foi até a Central de Polícia de Criciúma onde confessou o crime, afirmando que não tinha a intenção de matá-la. O suspeito contou que já teve um relacionamento com a vítima e que estavam separados a algum tempo. Contou ainda que trabalhavam na mesma empresa e que tinham uma relação amigável. “Na noite anterior aos fatos (12), os dois saíram para comer um lanche e ele a deixou em casa. Em seguida, segundo ele, Isabel começou a mandar mensagens em tom de cobrança e, irritado, voltou a casa dela. A vítima franqueou a entrada na casa, iniciaram uma discussão e no momento em que ela sentou no vaso sanitário, ele num ímpeto de fúria a esganou segurando o pescoço com as mãos, deixando-a caída no banheiro”, explicou Giraldi.

PUBLICIDADE

O agressor disse que só ficou sabendo da morte no dia 13, quando Isabel não foi para o trabalho. O homem que apresentava lesões no rosto e braço, provocados pela vítima no momento de defesa, disse que quando Isabel desmaiou foi embora, acreditando que ela estava viva.

O homem foi encaminhado ao IML de Criciúma e como não houve flagrante, foi ouvido e liberado. O caso será encaminhado para a delegacia de homicídios.

Isabel foi velada na Capela Mortuária de Maracajá e sepultada na tarde do dia 14.



Fonte: Agora Sul
HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia