sábado, 15 de junho de 2024
Facebook Instagram Twitter Youtube TikTok E-mail
48 3191-0403
Variedades
04/05/2024 17h06

No País: Em culto, pastor diz que beijou filha na boca: ‘Que mulherão. Ai se eu te pego’

O trecho da transmissão viralizou nas redes sociais, mas a filha afirma que o vídeo foi tirado de contexto e nega abuso paterno
No País: Em culto, pastor diz que beijou filha na boca: ‘Que mulherão. Ai se eu te pego’

Um vídeo que mostra o pastor Lúcio Barreto Júnior, de 52 anos, conhecido popularmente como Lucinho Barreto, falando que já beijou a própria filha na boca viralizou nas redes sociais na noite desta quinta-feira (2). 

 

O pastor é um dos líderes religiosos da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte. Por nota, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) afirmou que a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente em Belo Horizonte apura o caso. 

PUBLICIDADE

Durante um culto na noite do dia 15 de abril deste ano, voltada para homens com o tema "paternidade", Lucinho afirmou que a filha é um "mulherão" (veja vídeo acima). No evento, Lucinho estava acompanhado do filho Davi Barreto, que também é pastor. 

 

"Eu peguei minha filha um dia, dei beijo nela, falei que amava ela. Ela passava e eu dizia: Nossa, que mulherão. Ai se eu te pego. Um dia ela distraiu e eu dei um beijo na boca dela. E eu falei assim: Quando eu encontrar seu namorado eu vou falar: Você é o segundo, eu já beijei", disse o pastor durante o culto. 
PUBLICIDADE

O pastor gravou um vídeo dentro do banheiro de um avião e publicou nas redes sociais na manhã desta sexta-feira (3), após a grande repercussão. 

 

Ele afirmou que deu um beijo "inocente e puro", com intuito de levantar a autoestima da filha. 

 

"Não foi nada além disso, odeio tudo que tem a ver com pedofilia e abuso infantil", disse o pastor nas redes.


HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.