quarta, 08 de abril de 2020
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Tubarão
20 ºC 14 ºC
Geral
18/02/2020 23h34

Thiago Salvático: suposto namorado de Gugu nasceu e cresceu em Forquilhinha

Discreto em seus relacionamentos e conhecido pelo apelido de ‘Prego’, o homem de 32 anos nasceu na pacata cidade de Forquilhinha em 1988
Thiago Salvático: suposto namorado de Gugu nasceu e cresceu em Forquilhinha
A briga pela herança de Gugu possui relação com Santa Catarina. Foi aqui no Estado que nasceu Thiago Salvático, apontado como namorado do apresentador morto em 21 de novembro de 2019, após cair de uma escada nos Estados Unidos. Discreto em seus relacionamentos e conhecido pelo apelido de ‘Prego’, o homem de 32 anos nasceu na pacata cidade de Forquilhinha, no Sul do Estado, em 1988.


 

Na última semana, todos os holofotes se viraram para o catarinense após a suposta relação entre Gugu e ele ser ‘tirada do armário’ pelo colunista Leo Dias. Na sexta-feira (14), o interesse por Thiago aumentou ainda mais: Salvático entrou na Justiça para participar do inventário de Gustavo Liberato. O montante dos bens do apresentador de 60 anos soma cerca de R$ 1 bilhão.

PUBLICIDADE
Muito antes de ver a vida virar de cabeça para baixo, Thiago andava pelas ruas de paralelepípedo de Forquilhinha para ir à escola, à casa de amigos e à missa. De família católica, o atual dono de uma sorveteria na Alemanha foi batizado e fez catequese durante quatro anos na Capela Vila Lourdes. Afastado do centro do município, o bairro que leva o mesmo nome da pequena igrejinha está localizado a 219 quilômetros de Florianópolis, Capital do Estado.


 

É neste mesmo local, longe da cidade grande e da ‘badalação’, que Thiago foi criado. Com saudade da família e de amigos que deixou para trás, ele voltava todos os anos para o pequeno município. “Ele é muito apegado aos pais”, disse o proprietário de um restaurante e amigo da família, assim que a reportagem chegou na cidade.


Caçula de quatro filhos, Thiago tem duas irmãs, um irmão e sobrinhos. Os pais construíram a vida tranquila e com pouco luxo no sul catarinense. Durante a infância e boa parte da adolescência de Thiago, o pai dele teve um caminhão e trabalhava como funcionário terceirizado em uma empresa de alimentos na cidade. Já a mãe chegou a ser funcionária no Asilo Vila Lourdes, mas, aposentada, exerce agora funções voluntárias na igreja da comunidade. O esposo a acompanha nas atividades.


No município, estudou em instituições públicas. Completou o ensino fundamental na Escola Aloysius Back e se formou no terceirão na Luiz Tramontin, no bairro vizinho ao que morava.


Outra amiga, que pediu para não ser identificada, colega de sala de aula do Thiago, conta que foi no tempo da escola que Thiago foi apelido de ‘Prego’. Questionada sobre o motivo do apelido, a atendente de um estabelecimento da cidade conta que o caçula dos irmãos se envolvia em algumas confusões no tempo de escola.


“Ele brincava com os meus irmãos na escola e colocaram este apelido porque ele gostava de fazer uma bagunça”, lembra ela. “Era Prego, sim. O porquê eu não sei, mas era assim que chamavam”, confirmou outro conhecido de Thiago.


Thiago soube do acidente de Gugu enquanto estava em SC


Na última vez que esteve em Santa Catarina, segundo o homem que garantiu o apelido de “Prego”, Thiago veio para participar da festa de casamento de uma das irmãs. Ela se casou em novembro do ano passado, algumas semanas antes da notícia da morte de Gugu. Após o casamento, a intenção de Thiago era comemorar o próprio aniversário e passar a virada do ano com a família na cidade.


Dias depois da cerimônia, no entanto, a notícia de que o apresentador havia caído de uma escada nos Estados Unidos e estava em coma fez com que o catarinense corresse para São Paulo. A morte de Gugu Liberato foi confirmada três dias antes do aniversário de Thiago. O empresário fez 32 anos em 24 de novembro.


Em 28 de novembro, o catarinense foi visto no velório de Gugu. De óculos escuros e bastante abalado, ficou na área reservada aos familiares e chegou próximo ao caixão.


Em frente à antiga revenda de carros que pertenceu ao irmão mais velho de Thiago até outubro, outro amigo conversa com a reportagem, e também pede para não ser identificado, o que mostra que estão todos tentando entender, ainda, as últimas revelações sobre o conterrâneo. Ele conta que procurou o amigo depois das notícias que vieram à tona. No entanto, a localização atual de Thiago parece uma incógnita não só para imprensa de todo o país, mas também para quem o conhecia.


“Toda vez que ele vinha a gente fazia alguma coisa. Tomava uma cerveja, bem de boa. Ele veio a última vez e estava bem normal. Agora vai ser difícil falar com ele ou a família. Até o número que ele tinha da Alemanha, que era o que eu falava com ele, ele trocou”, disse o amigo.


Para tentar desvendar a história repleta de perguntas sem respostas, e desmistificar o perfil do catarinense, a reportagem também tentou contato com os familiares de Thiago. Nos últimos tempos, as redes sociais de toda família foram bloqueadas, assim como a visualização de imagens. Há apenas poucos registros.


Procurado pela reportagem, o irmão de Thiago desligou o telefone quando descobriu do que se tratava a ligação. No suposto trabalho de uma das irmãs do catarinense, ninguém comentou o assunto.


Na sorveteria Eiscafe Il Palatona, na Alemanha, impera o silêncio. O local em que Thiago escolheu para tirar seu sustento também foi procurado.


Em uma ligação da reportagem para o estabelecimento na manhã de terça-feira (18), um homem que atendeu o telefone desligou após a reportagem perguntar por Thiago.


Catarinense escolheu a Alemanha para viver


Com sonhos de morar fora desde criança, Thiago Salvático deixou Santa Catarina há cerca de 11 anos. Mais um amigo da família encontrado na cidade, dono de um estabelecimento comercial, afirmou que ele estudou na Itália antes de morar na Alemanha e abrir um sorveteria.


Da última vez que almoçou no local em novembro, Thiago teria dito ao amigo dos pais que era um desejo que foi realizado. “Ele veio aqui com o pai e a mãe, sentou aqui, comeu e me contou todo feliz que abriu a sorveteria lá”, disse.


Antes da ida à Alemanha, no entanto, Thiago estudou na La Scuola Internazionale di Cucina, em Colorno, na Itália. Não há confirmação de que o catarinense se formou na instituição.


Em um vídeo publicado na conta oficial da sorveteria, Thiago aparece fazendo sorvetes e atendendo clientes no local. No site oficial, a informação é de que o estabelecimento existe há quatro anos.

 


Fonte: Nd Mais.
HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia