quarta, 26 de janeiro de 2022
Facebook Instagram Twitter Youtube E-mail
48 3191-0403
Segurança
14/01/2022 14h36

Homem de 27 anos confessa ter matado mulher asfixiada em Laguna

Além do crime, homem tinha um mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas
Homem de 27 anos confessa ter matado mulher asfixiada em Laguna
A Polícia Civil de Santa Catarina, por intermédio da Divisão de Investigação Criminal de Laguna,  assumiu a ocorrência policial de homicídio de uma mulher de 40 anos em Laguna, para a continuidade das investigações criminais. Na manhã de quinta-feira, por volta das 9h05, a Polícia Militar foi acionada para averiguar uma situação na qual uma mulher estaria pedindo socorro em sua residência. Chegando ao local, os policiais encontraram a vítima, uma mulher de 40 anos, sem os sinais vitais, enforcada por um fio de telefone.


O atendimento preliminar - e em local de crime - se deu em conjunto com o Instituto Geral de Perícias, por intermédio do Instituto de Criminalística e do Instituto Médico Legal, que acompanharam o caso e descartaram, de início, qualquer prática de suicídio por asfixia.


A partir de então, os policiais civis da DIC, ainda no período da manhã, iniciaram uma série de diligências investigativas, e acabaram descobrindo que a vítima se encontrava na companhia de um homem desde o dia anterior, quando inclusive teriam deslocados, juntos, até uma Instituição Financeira no centro da cidade sacar dinheiro. 


As diligências investigativas ainda puderam confirmar que ambos se encontraram por diversas vezes entre os dias 12 e 13, especialmente até o período da manhã do dia 13, quando ocorreu o crime.


Sendo esse homem o principal suspeito do crime em questão, a Unidade ainda descobriu, por intermédio de diversas informações repassadas por policiais civis e militares de Laguna (PPT e Agência de Inteligência), que o mesmo se encontrava, no período da tarde, caminhando em pleno centro da cidade.

PUBLICIDADE

Os policiais civis da DIC realizaram a abordagem do suspeito e, ao verificarem os seus dados, acabaram descobrindo se tratar de um homem natural de Campos Novos que se encontrava com um mandado de prisão em aberto pelo delito de tráfico de drogas, expedido pelo fórum da comarca de Curitibanos.  


Por esse motivo, efetivaram o cumprimento do mandado e o conduziram à Especializada para ser interrogado. Ao ser interrogado, o homem de 27 anos acabou confessando o crime. Disse ter realizado programas sexuais com a vítima naquela madrugada e que, por um desacerto ocorrido no período da manhã, ambos acabaram discutindo e brigando. Em defesa, alegou que a vítima quem partiu para cima da sua pessoa, e, por essa razão, acabou se utilizando de uma corda para asfixiar a vítima e que, logo após, fugiu do local.

PUBLICIDADE

De acordo com Bruno Fernandes, coordenador da Divisão, “em que pese a sedutora tese defensiva de legítima defesa, a prova pericial, realizada pelos excelentes peritos de Laguna e região, deixa claro que a vítima foi bastante agredida na cabeça – possivelmente antes mesmo de ser asfixiada, o que acaba por derruir a tese levantada e se contrapor à versão apresentada pelo investigado, tudo a sinalizar eventual prática de homicídio doloso qualificado. Importante esclarecer, ainda, que se tratou de uma excelente e rápida investigação realizada pelos policiais da DIC de Laguna, que, de forma muito célere, chegaram à autoria do crime em questão. Por fim, importante esclarecer que resultados como esse, sempre em prazos exíguos, são apenas obtidos porque a Unidade conta com apoio de diversos outros profissionais qualificados, como o excelente trabalho realizado pelo IGP, e as inúmeras informações repassadas pela Polícia Militar”.


HC Notícias
48 3191-0403
48 9 8806-3734
Rua Altamiro Guimarães, 50
88701-300 - Centro - Tubarão/SC
Hora Certa Notícias © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.